Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativas Suspensas

Projeto fotográfico e cinematográfico que quebra as barreiras entre a ficção e a realidade

02
Mai17

Gregory Crewdson, um artista de referência

Gregory Crewdson (1962- ) é um fotógrafo americano, conhecido pela sua incrível noção de composição e trabalho de luz que resultam em imagens cinemáticas muitas vezes comparadas à pintura renascentista. Num artigo de Chris Morgan, este descreve o fotógrafo como sendo o artista que cria histórias num só frame. A denominação de frame ao invés do termo fotografia, remete para o tipo de produção cinematográfica envolvida nas imagens do artista.

 

O seu percurso mostra-se bastante coerente, mas é a partir da série Twilight (1998- 2001) que percebemos claramente qual o imaginário e as temáticas abordadas. O seu trabalho é fortemente influenciado pela atividade profissional do seu pai – psicanalista que trabalhava na cave da casa de família.

 

Em entrevista com Hillary Weston, Crewdson afirma que o seu processo de trabalho é semelhante ao do pai, “era isto que ele fazia na prática (...), contava-nos histórias privadas, mas sempre fora do seu contexto mais geral.”

Como em quase todas as imagens, o que importa não é nem o título, nem a história, mas sim o que conseguimos interpretar dela. Gregory Crewdson, é um fotógrafo com um processo de produção imagético distinto do que se tem vindo a fazer na área da fotografia, aproximando-se ao tipo de produção cinematográfica.

 Gregory Crewdson, Untitled (2000)